Unidades de saúde do município serão avaliadas pelo Ministério da Saúde

(Por Daniel Rocha)

As unidades básicas de saúde de Teixeira de Freitas, também conhecidas como “Postinhos de saúde”, receberão a visita do ministério da saúde a partir do dia primeiro de Agosto.

Serão avaliadas todas as equipes que fizeram a adesão ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) programa lançado em 2011 durante o governo de Dilma Rousseff , como forma de avaliar  e incentivar a melhoria na qualidade do atendimento aos usuários  do Sistema Único de Saúde (SUS) através das equipes de atenção básica.

O bom desempenho eleva repasses de recursos federal para as unidades participantes que atingirem o melhor conceito. Na última avaliação realizada em 2015, das 32   equipes  inscritas 14  foram classificadas como “Muito acima da média”.

Entre elas as equipes de saúde  do São Lourenço I e  do Wilson Brito que além do atendimento básico desenvolvem projetos de promoção, prevenção e  outros trabalhos em parceria com o NASF- Núcleo de apoio a saúde da família. Equipe multiprofissional que atua em todas as unidades básicas de saúde da cidade.

Os resultados da avaliação serão divulgados no portal do cidadão do ministério da saúde até o final do ano.

Aviso aos navegantes:

Se você quer saber mais sobre o trabalho desenvolvido pelas equipes de saúdes citadas visite a página da ESF – São Lourenço I  no Facebook  ou o interessante blogue da ESF – Wilson Brito. Click e veja.

Blogue da ESF –  Wilson Brito

Face do ESF São Lourenço l

O ser, a neurociência e a internet

Por Erivan Augusto Santana*

Ao longo de toda a história, o homem adaptou técnicas e criou instrumentos, num processo natural de progresso e desenvolvimento, com consequências diretas no modo de produção, consumo e informação.

A década atual tem sido marcada tanto pela expansão da variedade de mídias eletrônicas quanto pela expansão ao acesso a cada uma delas. É caracterizada também pelos almoços em família nos quais as pessoas trocam animadas conversas  pela utilização de aparelhos eletrônicos.

Estes são usados também para comunicação por meio de mensagens instantâneas entre pais e filhos que se encontram em cômodos distantes da casa. Grupos de amigos que saem à noite para conversar permanecem de cabeça baixa, atentos ao que se observa na tela do celular.

O uso dos aparelhos  eletrônicos tem se tornado uma das melhores formas de entreter crianças, que têm deixado de querer bicicletas, bolas ou bonecas e passado a desejar ansiosamente um celular para uso pessoal. Já se sabe que a exposição abusiva a mídias eletrônicas tem impactos negativos, tais como a redução das horas de estudo, de sono e atividade física.

Neste sentido, convém analisar todos estes impactos no que diz respeito ao desenvolvimento das habilidades associadas à teoria da mente. O contato excessivo com as novas mídias digitais tem prejudicado as interações sociais em tempo real, no “mundo real”, o chamado “olho no olho”.

Com isso, as oportunidades para aprender a ler as emoções e sentimentos alheios – e assim desenvolver a capacidade de se colocar no lugar do outro – estão  diminuindo à medida que outras formas de comunicação vão ganhando espaço, assim como as conversas presenciais são substituídas por e-mails, posts, mensagens ou até fotos, tornando os relacionamentos na era moderna extremamente superficiais.

Há ainda, outra consequência imediata, diante do exposto: a ausência do encontro consigo mesmo, da introspecção, necessários para o armazenamento e fixação da aprendizagem, aquilo que Jean Piaget chama de “acomodação”, importantes em qualquer faixa etária, mas sobretudo em crianças e adolescentes, posto que estão em desenvolvimento.

Do ponto de vista educacional, importa observar que a atenção é um fator primordial para a aprendizagem. Nosso sistema nervoso tem uma enorme capacidade de computação, mas ainda assim não é capaz de processar todas as informações que chegam a ele sincronicamente.

Os jovens costumam estudar envolvidos em multitarefas: livro aberto, mas com o computador ligado, o celular transmitindo música e recebendo mensagens, tudo ao mesmo tempo. Não é a melhor maneira de aprender e definitivamente não conduz a uma aprendizagem mais profunda, necessitando de uma urgente reeducação e orientação no que se refere ao uso de toda essa tecnologia.

No campo social, observa-se uma fragmentação cada vez maior no que se refere ao modo como lemos e nos informamos, proporcionados pelas diversas plataformas digitais, levando por vezes, a um conhecimento supérfluo e insuficiente sobre temas essenciais para a nossa vida em sociedade.

É inegável os benefícios e possibilidades trazidos pelo advento da internet e das novas mídias digitais, mas é preciso equacionar o seu uso adequadamente, em proveito do ser e da sua qualidade de vida.

*Professor, escritor e poeta

Artigo originalmente publicado no jornal A Tribuna, Vitória – ES, 22/07/2017

Veja também:

Tempos modernos

Mal estar na modernidade

A escola sem partido e outras intempéries

A escola, a Educação e a Família

Mais do que exéquias – Falta de juízes preocupa advogados

Por Daniel Rocha

Cada um tem uma ideia de felicidade, porém a de injustiça é comum a todos. Um exemplo do que estamos falando pode ser observado nos últimos meses quando diversas comarcas na região do extremo sul baiano foram fechadas em cidade  como Alcobaça, cujo cidadãos terão que recorrer a comarca do Prado se quiserem ver atendidas suas questões.

Incomodados com essa situação a Ordem dos Advogados de Teixeira de Freitas, OAB, realizou  na tarde da quinta-feira 20/07/17, na porta de entrada do Fórum ato em pró da advocacia e contra a ausência de juiz titular na Vara Cível, fechamento e ausência de juízes em diversas comarcas no estado da Bahia.

Na ocasião, uma série de exposições orais dos organizadores e convidados como, Carlos Medauar – secretário geral da OAB – Bahia, Maria Goretti Martins – presidente da OAB Subseção Teixeira de Freitas, Daniel Moraes- vice presidente da OAB Subseção Teixeira de Freitas e Fabrício Castro- Conselheiro Federal da OAB, lembraram a gravidade e os riscos de atitudes como essas para o judiciário e trabalhadores locais em tom de exéquias.

“A crise do poder judiciário agrava a cada dia…  É triste ver comarcas fechando quando a constituição estabelece que cada município deve ter uma comarca. Triste de ver que não temos juízes e servidores (…) Nós vivemos na verdade um grande déficit.” Observou Fabrício Castro .

“No extremo sul da Bahia temos treze municípios .. 11 tinham comarcas e  agora são 10… Acho um absurdo o fechamento da comarca de Alcobaça. Em Teixeira de Freitas temos apenas duas vara cível e um só  juiz, não temos uma vara de família, deveria ter duas. Precisamos unirmos com a sociedade para resolver essa situação.” Frisou Dra Gine.

Ao  final um simbólico bolo fúnebre foi cortado e servido em repúdio a “indiferença” do TJ – BA, tribunal de justiça da Bahia, que não atende a solicitações dos advogados regionais e a solicitação de resolução a falta de juiz na cidade de Teixeira de Freitas  cujo o sentimento de injustiça cresce a cada dia entre os que trabalham por ela.

Batman: O retorno em 8-Bits

Por Daniel Rocha

O Game Batman Returns, lançado em 1993 no Brasil, é uma transposição do filme Batman: O Retorno , 1992, do diretor Tim Burton para o universo dos  Games. Tal como filme o game conquistou milhares de fãs de várias plataformas  no país e no mundo  alcançando ,na época, o posto de melhor lançamento do ano.

 

20227265_1341120892662796_1853966961_n

Na propaganda do cartucho lançado pela Tec Toy em 1994, destaca-se dentre outras qualidades do jogo os diversos recursos do Bat-cinto que na época era muito valorizado pelos fãs mirins. “Tem até bat – móvel, Bat-corda, Bat- laterna e muito Bat pancadaria”.

De acordo com o Wikipedia: “ A versão para Super Nintendo é ,provavelmente, a mais conhecida, foi lançada em 1993 e recebeu o prêmio de Melhor Jogo Licenciado de 1992 pela revista Electronic Gaming Monthly.”

No jogo, a história do filme era retomada e expandida para preencher os sete níveis do game que apresenta logo de início  Gotham City  tomadas por inúmeros palhaços, fortes, maus e decadentes, a serviço do vilão Pinguim, onde um Batman pesado e lento corre em meio a comedores de fogo e atiradores de facas para chegar ao esconderijo do vilão se valendo de seus Bat-recursos.
capture-20170722-114238

 

O jogo divertia muito e ofertava dificuldades que não deixavam a brincadeira cair na monotonia. O rico cenário da cidade de Gothan era muito bem representada em  2D, com o estilo  e atmosfera da história vista no cinema,  agradando em cheio um público cada dia mais exigente quanto a qualidade dos bits.

 

capture-20170722-113335

Olhando de frente para trás pode se dizer hoje, 25 anos depois, que a representação de Gotham foi um dos maiores atrativos do jogo que permitiu aos jogadores passear ,como nunca, pelas ruas escuras e geladas de uma das cidades fictícias mais conhecidas do mundo.

Batman Returns, o game, marcou uma geração de fãs e jogadores que  ainda no presente ,tendo acesso a jogos tecnicamente perfeitos, sentem nostalgia dos bons momentos  vividos na Gotham  cinema e no maior lançamento  8-bits  daquele ano.

 

BATLINKS:

 

Será lançado no final deste ano,12/2017, o  livro Batmania – O retorno, de autoria de Paulo Chacon pela Companhia de Quadrinhos Independentes com relatos de toda euforia e ansiedade perante  a estreia do filme Batman: O retorno, 1992, no país com  reportagens, publicidade, produtos e curiosidades sobre a obra. O livro é fruto de uma intensa  pesquisa de mais de dez anos. Ideal para todos os fãs que adoram mergulhar no universo do herói. No Blogue da companhia dos Quadrinhos vinte e cinco desenhos dão uma prévia do trabalho. Confira!

 

No Youtube é possível  vê e matar a saudade   do aclamado game  baseado no filme Batman Returns. Assista.

 

O filme Batman: O retorno, completou 25 anos no início de julho e a data não passou despercebida pelos milhares de fãs espalhados pelo mundo e no Brasil. No Facebook o grupo BATMAN: O RETORNO, fãs divulgam  curiosidades, textos e postagens sobre o filme que marcou a história do gênero. Participe!

 

Ano passado o site tirabanha na série: Filmes que marcaram época  em Teixeira de Freitas destacou a exibição de Batman: O retorno na cidade. Veja.

 

capture-20170722-112516

Filmes que marcaram época em Teixeira de Freitas: O Exorcista

Por Daniel Rocha

O filme O Exorcista (EUA, 1973) dirigido por William Friedkin, é um reconhecido filme de terror que causou estranheza e provocou reações curiosas no Brasil e no mundo. Repetidas exibições  no  antigo Cine Brasil o classifica como um dos que marcaram época na cidade.

No filme, o diabo toma conta do corpo de uma adolescente (Linda). Sua mãe (Ellen) convoca a ajuda de um padre jesuíta (Von Sydow) para tentar exorcizá-la e salvar sua vida. Enquanto isso, o demônio produz fenômenos apavorantes.

Na ocasião do relançamento da fita em 2001, a crítica de cinema da Revista Veja, Isabela Boscov relembrou:  “Lançado nos Estados Unidos na última semana de 1973, o filme foi recebido desde o primeiro dia com filas que se estendiam por quarteirões e numerosos relatos de crises nervosas durante a projeção. Em várias cidades americanas em que era exibido, padres e psiquiatras registravam movimento acima do normal em suas igrejas e consultórios (…). No Brasil, em 1974, o fenômeno se repetiu, embora parte do público reagisse com risadas e apupos”.

Como reagiu o público teixeirense? De acordo com o antigo gerente do Cine Brasil, que funcionou até início dos anos de 1990, Jovelino da Costa Rodrigues, mais conhecido como “Figão”, em uma entrevista em 2009 a Daniel Rocha e Danilo Santos de Oliveira, O Exorcista provocou reações e medo na platéia.

“O público reagia com comentários, gritos e assovios perturbadores. Principalmente nas cenas clássicas da adolescente possuída e do vômito.”

Ainda de acordo com Jovelino o filme entrou em cartaz por diversas vezes durante as décadas de 1970 e 1980 sempre prestigiado por um grande público.As repetidas exibições ocorreram porque no passado alguns filmes eram reprisados de acordo o pedido do público que naturalmente escolhia o que melhor agitava seus mitos, visão de mundo, sonhos, desejos e  crenças vigentes.

Por todo o exposto afirmo que o filme americano pode ser considerado um dos que marcaram época na cidade, a prova disso é que em 2001, quando relançado sem cortes, foi exibido com grande sucesso no Cine Teixeira, atraindo também aqueles que já tinham assistido antes.

Fontes :

ROCHA.Daniel; OLIVEIRA.Danilo. Cinema – Contribuição no processo de Formação da Sociedade de Teixeira de Freitas nos anos de 1960, 1970 e 1980.

* Esse texto   teve como fonte a entrevista cedida por Jovelino da Costa Rodrigues em 2009, para o trabalho de pesquisa, monografia, de Daniel Rocha e Danilo Santos de Oliveira.

Revista Veja: 2001, edição, 1689

Veja também:

Filmes que marcaram época em Teixeira de Freitas : Batman – O Retorno

Filmes que marcaram época em Teixeira de Freitas: Titanic

 

Uma Unidade de Saúde a Serviço das Crianças

Por Daniel Rocha/ Rômulo Rangel

Na ocasião da realização do acompanhamento e avaliação do estado nutricional das crianças da área de abrangência da ESF Wilson Brito, foi realizado um dia de atividades preventivas, educativas e recreacionais com forte presença da comunidade, estudantes da Universidade Federal do Sul da Bahia, UFSB, e da equipe do Núcleo de apoio a saúde da família da região norte, NASF, que se juntaram a equipe de saúde para promover o evento a serviço da comunidade.

 

e30e9847-a77b-4ad7-886b-402fa9f0f63b

 

Este que foi realizado na quinta-feira 13/07, das 07 h00min as 17h00min, além da avaliação das medidas antropométricas das crianças de 03 a 12 anos, foram ministradas palestras educativas por profissionais como assistentes sociais, fisioterapeuta e médicos. Os pequenos também contaram com outras orientações individualizadas pelos universitários UFSB.

A equipe ficou a cargo da organização, acolhimento, recreação, lanche e avaliação dos dados colhidos a fim de construir novas estratégias para melhor atender as demandas da área de abrangência e seguir a serviço das crianças e da saúde preventiva.

 

f2796b81-2e3a-46ad-a77c-347176dbc309

Para Rose Neves, ACS, o sucesso da ação realizada é fruto também, dentre outras coisas, do rotineiro trabalho de cadastramento e acompanhamento realizados cotidianamente nas residências pelos Agentes Comunitários.

Segundo o enfermeiro da unidade Rômulo Rangel, atividades como essa proporcionam à equipe a oportunidade de receber a população e promover os princípios da saúde preventiva de forma rica abrangente e interdisciplinar, sempre a serviço da comunidade.

d0bade09-901e-46b3-84c6-affba6b8c3ed

 

Jorge Solla inpede o contingenciamento de recursos para o Mais Médico

O Congresso Nacional aprovou na última Quinta-feira (13) a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), lei que precisa obrigatoriamente ser aprovada antes do recesso parlamentar, com precisão, eficiência e pontualidade o Deputado Federal Jorge Solla através de uma emenda parlamentar conseguiu assegurar os recursos necessários para a manutenção do Programa Mais Médicos, criados nos governos do PT, se não fosse a emenda do deputado Jorge Solla, os recursos teriam sidos contingenciados, ou seja, cortado pelo governo ilegitimo, mas a bravura do deputado Jorge Solla garantiu os recursos.
Outra importante emenda conquistada pelo deputado Jorge Solla, foi  a obrigatoriedade da União requisitar judicialmente das indústrias de cigarro, o ressarcimento dos custos dos tratamentos dos pacientes com doenças vítimas do tabaco.

 

 

 

 

Texto originalmente publicado no blog do Rubens Costa.

rubens0406.blogspot.com.b

Prefeito acata proposta dos sindicatos

Por Daniel Rocha
Considerando que para reivindicar é preciso entender, pois quem se nega a entender, escravo é dos que entendem os sindicatos dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias do Extremo Sul da Bahia (SINDACESB), dos Trabalhadores em Serviços Públicos Municipais do extremo Sul da Bahia (SINTRASPESB) dos Enfermeiros do Estado da Bahia (SEEB) e Associação dos Guardas Municipais, reuniram na manhã da sexta-feira (7/7/17) com o secretário municipal de Administração e Planejamento, João Carlos Vieira da Silva.
Na oportunidade foi comunicado que o prefeito Timóteo Brito, acatou a proposta feita pelos representantes dos sindicatos ,em outro momento, de pagar o décimo dos demais servidores no dia 17 de Agosto e não em novembro como pretendia a administração municipal.
O resultado da reunião foi comemorado pelos representantes sindicais que, considerando a máxima “juntos somos mais fortes” negociou visando o melhor para todos os servidores do município de Teixeira de Freitas. Em nota o presidente da SINDACESB, José Félix, comentou:
“Assim, cremos que conseguimos através dessa ação conjunta amenizar ou minimizar, o que entendemos que era uma violação do artigo 5º da Constituição, que falante o princípio da “Isonomia. Que possamos valorizar mais esta grande vitória dos sindicatos e da Associação dos Guardas Municipais. Uma vez, que só iríamos receber em Novembro. Deus continue nos abençoando, nos concedendo sabedoria, paciência e reconhecimento de suas bênçãos”.

O dois de julho no extremo sul da Bahia

Por Daniel Rocha

A declaração de independência do Brasil foi feita pelo então príncipe regente D. Pedro I, em 07 de setembro de 1822, sendo o ato, ainda hoje, objeto de  grandes celebrações em todo país.

No entanto após essa data a Bahia permaneceu ocupada pelas forças portuguesas até o 02 de julho de 1823, quando o povo baiano e o exército nacional expulsaram os colonizadores ligados a coroa.

Por essa razão, nesta data, o estado baiano celebra todos os anos a sua independência, com direito a feriado e esplêndidos desfiles nas principais avenidas da capital Salvador e algumas cidades do interior.

No extremo sul do estado  a data passa despercebida e não há manifestações nas principais cidades do litoral, as mais antigas, nem nas  maiores e mais novas como Teixeira  de Freitas  onde  pouco ou quase nada se sabe sobre o movimento de independência   nas  ,então, principais vilas  de  Alcobaça, modesta, e Caravelas, importante interposto comercial.

Diante desses fatos  e a fim de obter maiores informações sobre o dois de julho na região realizei uma busca sobre o assunto afim de saber se houve alguma reação ou confronto nas principais vilas do extremo sul do estado.

Sobre Alcobaça não encontrei nenhum registro de confrontos ou  qualquer movimento,  já sobre Caravela e cheguei ao documento de defesa  escrito pelo Tenente-coronel, Antônio José Gomes Loureiro de 1825, acusado de perturbar a ordem da vila de Caravela proferindo ameaças ao  império nacional recém emancipado.

No documento ele se defende das  acusações feitas pelo comandante da vila, Manoel Ferreira de Paiva, que  liderou um destacamento de tropas na região, tal como outros da mesma patente em vilas e cidades baianas, a favor do rompimento político com Portugal e a saída dos portugueses.

Esse destacamento entrou em confronto com a Escuma Mariana , uma embarcação mercante, no no dia 11 de maio de 1823, que tinha entre os passageiros o Tenente-coronel de Cavalaria Antônio José Gomes Loureiro,  fiel à coroa portuguesa, que  expulso da província da Paraíba tentava fugir para Portugal  em Salvador   onde auxiliados por amigos da antiga coroa foi enviado escondido na Escuma Mariana para sul do estado onde chegou com intenções suspeitas.

Na versão da acusação contido no documento de defesa, no confronto com o destacamento formado por soldados de origem portuguesa e negros, cinco tripulantes que resistiam foram mortos, José Loureiro foi feito prisioneiro e enviado ao porto de Vitória onde foi ouvido pelo ministério de guerra.(detalhar mais)

 

Contudo em sua defesa Antônio José Gomes Loureiro contou outra versão para o fato, narrou que estando em Salvador já havia solicitado passagem para Lisboa “no primeiro Navio que houvesse”, não logrando sucesso foi colocado pelo amigo, o general Madeira, em uma escuma que levava mantimentos para ao sul do estado torcendo para que encontrasse lá a boa sorte.

 

Chegando em Caravelas foi a embarcação surpreendida por um oficial e 30 homens, armados e sem uniformes, que o violentou. Depois disso foi conduzido a uma cadeia “imunda” onde sofreu maus tratos e insultos públicos até ser levado preso no mastro de em uma pequena embarcação, até a capital da província do Espírito Santo, Vitória, onde foi entregue ao conselho de guerra.

 

Conforme interpretei, as testemunhas ouvidas no processo relataram que ele chegou a Vila com arrogância, mandando hastear a bandeira do império Português e declarando que era contra a boa causo do Brasil  tentando assustar com disparos múltiplos as pessoas do porto. Versão também contestada por outras testemunhas.

Antônio José Gomes Loureiro foi absorvido em 26/03/1824 na capital do império, Rio de Janeiro, pelo conselho de guerra que examinou detalhes da base de corpo da acusação, e da defesa.

 

Não se pode negar que o prestígio do Tenente-coronel de Cavalaria Antônio José Gomes Loureiro junto à coroa portuguesa ,e sua posterior adesão a coroa nacional, pode ter contribuído  para a sentença proferida.

Em um ofício, de 03 de outubro de 1823, do Governo Provisório da Província da Bahia, onde é comunicado a tomada da Escuna de Mariana, é  destacado que “não houve outros combates e que os habitantes de Caravelas estiveram sempre dispostos a lutar pela Independência”, hoje pouco lembrada pelo povo do extremo sul.

 

 

Fontes: 

Jornal O espectador Brasileiro. Rio de Janeiro, 5 de Novembro de 1824. Número LIV.

Paiva, Manoel Ferreira de. Defesa do Tenente Coronel, António José Gomes Loureiro. Lisboa, 1825. Na Impressão Regia

Ofício comunicando a tomada da Escuma Mariana.Governo Provisório da Província da Bahia.

 

http://www.icaatom.apeb.fpc.ba.gov.br/index.php/oficio-comunicando-que-com-excecao-da-tomada-da-escuna-mariana-nao-houve-outros-combates-e-que-os-habitantes-estiveram-sempre-dispostos-a-lutar-pela-independencia;isad?sf_culture=pt