Originalidade e beleza marcam a saída do Ilê Aiyê

SECULTBA
Milho branco, pipoca, cânticos e o rufar dos tambores vibraram os milhares de foliões que estiveram presentes, na noite do sábado (10), para prestigiar o tradicional ritual religioso que antecede a saída do Bloco Afro Ilê Aiyê, no terreiro Ilê Axé Jitolu em direção as ruas da Liberdade.
Com a benção dos orixás, o Ilê reafirmou o título de ‘mais belo dos belos’ na autenticidade das estamparias e figurinos alusivos à temática deste ano, ‘Mandela. A Azânia celebra o centenário de seu Madiba’.
A responsável pela concepção das fantasias e de todo o visual estético do Ilê é a estilista e uma das fundadoras do bloco, Dete Lima. Momentos antes da saída, com muita paciência e respeito ao próprio trabalho, Dete veste Jéssica Almeida, a Deusa do Ébano 2018. Aos poucos, com apenas amarrações e alfinetes, tecidos modelados ao corpo e a cabeça da Deusa se transformam em trajes que remetem as realezas africanas e exaltam a beleza da mulher negra.

‘Digo que é um dom dado pelos orixás, que eu confio e sempre esteve presente na minha vida, são eles que dão força para toda essa criação’, conta a estilista, que é adepta do candomblé e ekedi de Oxum do terreiro Ilê Axé Jitolu.

Há 44 anos, Dete não imaginava que o Ilê Aiyê, assim como as suas criações tomariam grandes proporções e reconhecimento internacional. ‘Na época estávamos com 18, 19, 20 anos então não pensávamos que teria essa dimensão de hoje, mas estamos sempre acompanhando o novo, as mudanças, nos reinventando, mas sem fugir da nossa verdade’, relatou emocionada enquanto cuidava dos últimos detalhes acrescentando que este ano são esperados cerca de 1500 associados para os três dias de desfiles.

A originalidade do bloco encantou o ator Bruno Gagliasso, que curtiu a saída do Ilê com a esposa, a atriz Giovanna Ewbank, e a filha Titi, que esteve atenta a todo ritual. ‘Sem dúvidas é uma das maiores emoções da minha vida, sempre fui bem recebido na Bahia, mas um convite vindo do Ilê e agora com um envolvimento emocional, afetivo e familiar muito maior me deixa mais feliz, espero que seja o primeiro de muitos’, revelou Bruno.

Rui Costa, governador do Estado da Bahia, Olívia Santana, secretária estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte e a secretária de Cultura, Arany Santana prestigiaram a celebração. ‘É a cultura que faz com que nós contemos a nossa história, descortinemos os nosso heróis e heroínas e é por isso que a gente sobrevive numa terra preconceituosa e desigual, a cultura nos sustenta e ela é vital, nas comunidades fazemos cultura sim, 365 dias no ano’, afirmou Arany Santana. O Ilê ainda desfilará na segunda e na terça-feira de carnaval, circuito Osmar.

Sobre o projeto – Um dos projetos do Carnaval da Cultura, o Ouro Negro credenciou neste ano 91 entidades dentre blocos afro e de índio, afoxés e blocos de samba e reggae de Salvador, com objetivo de apoiar seus desfiles nos circuitos da folia. Atualmente gerido pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria de Cultura, em 2018 o projeto comemora dez anos.

Ao longo deste período vem apoiando e reconhecendo o legado e a importância da cultura negra para o carnaval, como forma de manter a plasticidade, beleza e identidade desses blocos na avenida, assim como a maior participação da juventude, transmitindo o legado para as novas gerações.

CARNAVAL DA CULTURA – O Carnaval da Cultura é o carnaval da democracia e da diversidade e do folião pipoca, que leva para as ruas, durante todos os dias e circuitos da folia, a mistura de ritmos e gêneros musicais e, principalmente, a estética e a arte de diferentes artistas, grupos e entidades culturais da Bahia.

São centenas de atrações e shows gratuitos de afoxé, samba, reggae, axé, pop, MPB, fanfarras e muito mais. É diversão garantida para todos os gostos e estilos no espaço público da rua para alegria do folião.
O Carnaval da Cultura – uma realização da Secretaria da Cultura do Estado da Bahia, por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) – está organizado a partir de quatro programas: Carnaval do Pelô, Carnaval Pipoca e Carnaval Ouro Negro. A programação completa de nossa festa está disponível nos sites www.cultura.ba.gov.br e www.carnaval.bahia.com.br.
CONTATO

CONTATO

Fale Conosco






tirabanha@tirabanha.com.br + (73) 98128-7315 ou (73) 998118769