O “TURNÃO” EM PAUTA: SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE E ECONOMIA PARA O COFRE MUNICIPAL

Por (Daniel Rocha)

A Administração Pública segue princípios que inspiram muitas práticas de gestão. Dentre eles, destacam-se os princípios da economia e da eficiência. A observância desses princípios visa à prestação de um serviço público de qualidade e que se gaste, no mesmo, o mínimo, possível, de recursos.

Orientando-se nessa visão, a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas, por meio do decreto de nº 03/2015, de 11 de setembro do mesmo ano, determina que alguns setores da administração prestem serviços em turno único.

 O turno estendido, popularmente conhecido como “turnão”, contribui, consideravelmente, para a diminuição de gastos, tais como: água, luz, horas extras, dentre outras despesas. Essa medida aumenta a eficiência do serviço prestado, pois o horário alternativo atende aos trabalhadores fora do horário comercial.

Setores da Atenção Básica abraçaram a ideia e lançou, através do SINDASESB, a Campanha “#QueremosTurnãoNoVerão”. Profissionais das Unidades Básicas de Saúde constataram que, a maior procura pelos serviços prestados nas Unidades, ocorre pela amanhã.

Segundo Ailton Agente de Saúde, em entrevista, o “turnão” poderia, sobretudo, ser uma alternativa de atendimento ao público masculino, que apresenta resistência em faltar ao trabalho para cuidar da saúde. Ailton destacou ainda que, a campanha de conscientização ” Novembro Azul ” aumentará a procura,  por  orientação nas Unidades, e, o horário de almoço é uma alternativa ao público masculino.

A campanha agradou a muitos, principalmente, aos profissionais que realizam visitas domiciliares e sofrem, na pele, os efeitos nocivos do Sol, sobretudo, no verão.

Os benefícios do “turnão” não se restringem apenas aos fatores econômicos e ao atendimento fora do horário comercial, melhora, inclusive, a produtividade do servidor, além de criar a possibilidade de qualificação pessoal.

Todos ganham com essa ideia. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *