Arquivo da categoria: Cotidiano

A diferenciada Rádio Câmara

Por Daniel Rocha

A pouco mais de um ano ar a rádio Câmara de Teixeira de Freitas ( 90,9 FM), Bahia, tem permitido aos ouvintes locais expandir a visão pessoal sobre a política municipal e conhecer mais sobre o trabalho do legislativo.

Estatal gerida pela câmara municipal a emissora é democrática e vem atuando sem o maniqueísmo e o partidarismo que marcou a história de algumas emissoras de rádio da cidade.

A rádio tem possibilitado aos ouvintes à oportunidade de ter acesso a conteúdos locais e nacionais produzidos sob outros olhares e perspectivas, uma vez que quebra um padrão estabelecido e consolidado de programas que faz da prestação de serviços e denúncias, com viés, sua marca mais forte.

Esse padrão tem suas raízes no contexto do início e meados dos anos 1980, quando em volta de dificuldades sociais e estruturais o povoado de Teixeira de Freitas, em processo de emancipação, ganhou a primeira emissora de rádio, a Alvorada AM, em 1983, fundada por grupos empresariais e políticos quando o país experimentava o fim da censura e discutia uma constituinte.

Contexto que fortaleceu todo e qualquer espaço de difusão e manifestação democrática e os que assim se definiam. Padrão não mais observado em alguns programas da Rádio Câmara que segue na contramão do padrão oferecendo programas como “A voz do cidadão” e “Câmara em Debate” , que colaboram, dentre outras coisas, para que o cidadão perceba a influência da ordem política no seu dia a dia. 

Em Junho de 2018, durante as comemorações do primeiro ano da emissora de Brasília a jornalista Alessandra Anselmo, diretora nacional da Rede Legislativa de TV e Rádio Câmara, festejou o 1º ano de existência da Rádio Câmara destacando que a estação é a voz do cidadão e se estabelece a serviço da sociedade e para divulgar os atos do Poder Legislativo que tem uma grade de programação toda diferenciada das emissoras comerciais e que a Rádio Câmara tem a missão de preservar a educação, a cultura, o meio ambiente, a língua portuguesa, a literatura e assegurar as garantias constitucionais do cidadão por meio do seu jornalismo.

Fonte:  www.camaratf.ba.gov.br

 

TEMPO É DINHEIRO

Por Erivan Santana*

O estudo da semântica é um dos campos mais valiosos da Linguística, ciência que a cada dia ganha mais importância nos meios acadêmicos, passando por constante modernização e aperfeiçoamento.

Isto porque o sentido dos signos linguísticos podem ocultar significados muitas vezes imperceptíveis para o leitor mais desatento. Um bom exemplo é a famosa frase “Tempo é dinheiro”, que se analisada com um pouco mais de exame e atenção é carregada de um sentido extremamente político. Quanto a isso, nos alerta o filósofo francês Michel Foucault: “Tudo é político, tudo pode tornar-se politizável”.

Isto posto, observa-se que a frase desumaniza o homem, pois se o tempo é um dos bens que nos são mais preciosos, ele é colocado inteiramente a serviço do interesse econômico, desconsiderando outros interesses da vida em sociedade.

A partir da revolução industrial e do advento do capitalismo moderno, a questão da produtividade – colocada como um bem maior, acima mesmo de outras necessidades humanas, passou a ser regra básica. Uma das maiores críticas já realizadas a esta ideologia, pode ser vista numa das mais notáveis produções da história do cinema, “Tempos Modernos” do genial e inesquecível Charles Chaplin.

Não é de se estranhar que a depressão e outras doenças do mundo moderno cresçam de forma avassaladora, quando os reais valores que hoje se privilegia são a produtividade extremada e o consumismo cada vez mais crescente, o que tem levado a comunidade científica internacional e os ecologistas, a constantes alertas sobre o impacto de tudo isto sobre o meio ambiente e o equilíbrio dos ecossistemas.

O planeta já não suporta níveis tão elevados de extração mineral, vegetal e animal, para atender às demandas crescentes do consumismo em escala global, quando apenas o lucro e o crescimento econômico são levados em consideração.

É chegada a hora de cuidarmos da vida, do homem e da natureza, antes que seja tarde demais, pois a instabilidade e a insegurança são as marcas mais visíveis da “modernidade líquida”, usando termos de Baumam.

*Erivan Santana

Professor, escritor e poeta

Crônica publicada originalmente no jornal A Tarde, Salvador, 5/9/18

Veja também: 

 

O domínio e a influência da TV

Por Daniel Rocha

Já é consenso entre os estudiosos e intelectuais da comunicação o fato de que a mídia de massa, televisão, jornais e alguns sites da internet, tem exercido uma grande influência na formação de opinião da população brasileira e mundial, de modo que no Brasil a TV continua sendo a principal fonte de informação para maioria. Fortemente influenciada por ela.

Mas porque isso acontece? Na minha perspectiva isso ocorre devido à falta de um marco regulatório e o fato de que os meios de comunicação de massa não abordam, dentre outras coisas, pesquisas, estudos e informações sobre os males causados pela sua influência no ambiente macro social e político do país em seus programas e reportagens. Produções enviesadas que estimula a bestialização e a derrubada de governos democraticamente eleitos.

Nesse sentido, a título de ilustração, é possível aprofundar sobre o exposto na reportagem “Mídia brasileira, monopólio e manipulação política” veiculada originalmente no Programa The Listening Post da rede de tv Al Jazeera, que abordou o monopólio da mídia brasileira e as consequências desse acúmulo de poder econômico e midiático para a política e a sociedade brasileira, vídeo disponível no YouTube no canal do Mídia Ninja. Confira!

 

Agentes Comunitários e de Combate às Endemias conquistam reajuste do Piso Nacional

Por Daniel Rocha

No dia 11 de Julho de 2018, o SINDACESB, Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Agentes de Combate às Endemias do Extremo Sul da Bahia, esteve em Brasília, atendendo a uma convocação de urgência,  por parte da Confederação nacional da categoria (CONACS).

Assim, pois pode testemunhar o adicionar deste dia para  a lista dos dias históricos na vida dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias que  conseguiram garantir a aprovação do reajuste do Piso Salarial Nacional, aprovado na Câmara e no Senado.

Depois de longos quase cinco (5) anos, lutando incessantemente na Capital Federal, através de nossa CONACS (Confederação Nacional dos ACS’s e ACE’s), os trabalhadores  conquistaram novamente o direito básico de ter o salário atualizado anualmente, como é comum para todos as outras categorias.

“Sabemos quantas dificuldades passamos e quantos esforços fizemos, sejam Financeiros ou Físicos, para hoje alcançarmos nossos objetivos. Sempre com fé, força e muita determinação de todas as nossas lideranças. E mais uma vez, o SINDACESB de forma direta participa e contribui para essas Grandes Conquistas, mostrando que é uma Entidade ativa e que Luta pelos seus filiados ou não filiados, pois esses também são beneficiados com essas conquistas”. Declarou o coordenador geral do SINDACESB, José Felix.

 

A canção não oficial da Copa de 1998 em Teixeira de Freitas

 

Por Daniel Rocha

Quando procuramos ou compramos um Game Play esportivo para jogar a última coisa que pensamos é na trilha sonora, afinal queremos apenas nos divertir. Porém em alguns momentos o tema principal e a trilha ,como o todo, roubam a cena e marca para sempre uma geração, como por exemplo marcou a música Song 02 da banda Blur, do Game Play FIFA Soccer 1998, uma das músicas não oficiais de maior sucesso da história do evento esportivo.

 

Videogame locadora (7)

 

A música é uma das mais lembradas em época de Copa do Mundo pela geração do final dos anos 1990 que perdia tardes inteiras nas badaladas games. Em Teixeira de Freitas a Sport Games que ficava na Av. Getúlio Vargas e que atendia os jovens dos Bairros Bela Vista e Recanto do Lago, chegou a organizar torneios de Winning Eleven 03 em 1998, Copa na França, o mais popular da época, ao som do tema principal da FIFA Soccer a pedido dos jogadores e espectadores hoje saudosos da época e ligados na copa da Rússia 2018 . Nunca ouviu? Confira!

 

Foto: Imagem ilustrativa

 

 

 

Sindicato avança em negociação em Mucuri

O SINDACESB -Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias do Extremo Sul da Bahia.  através de seus representantes: o coordenador geral José Félix, o segundo coordenador Cristiano Correia Alves, a secretária geral Cleide Cristina, a Delegada sindical do município de Mucuri Conceição Silva e o delegado sindical Paulo Alves e o Assessor Jurídico da entidade Dr. Nelson Quadros, estiveram no último dia 07 de Maio reunidos a Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Mucuri, presidida pelo vereador Dr. Hélio da Fisioterapia e o secretário da Comissão, o vereador Xandão. Ainda contamos com as importantes presença dos vereadores Isaías Ferreira e Beto Borges.
Também estiveram presentes o secretário de Finanças do município o Senhor  Carlos André Medeiros Kock, o procurador geral do município Dartaian Chaves Menezes, o secretário de Saúde de Mucuri Ronaldo Simões do Nascimento, coordenadora da Atenção Básica Jirlian Pereira Souza Lima, o procurador da secretaria de saúde Dr. Juscelino e representantes do sindicato dos servidores do município (SINDSERVIM), e o assessor jurídico Flávio Vieira.
Tendo como pauta única apresentação da proposta para pagamento do PMAQ (Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade) Dr. Hélio presidente da Comissão de Saúde, abriu a reunião Dando boas vindas aos presentes, ressaltou da importância de estarmos novamente reunidos na Casa do Cidadão.
Após intenso debate a cerca da forma de pagamento ficou definido que a administração irá  pagar  o dinheiro referente a premiação  da seguinte forma; 12(doze) meses de 2017 e os 4 (quatro) meses de 2018, totalizando 16 meses em 5 parcelas, sendo a primeira logo após a homologação da juíza. Proposta aceita pela gestão e também com o apoio dos vereadores presentes.
Ficou acordado que os valores serão divididos em partes iguais, mediante as notas de cada Equipe de Saúde da Família na última Certificação (Segundo Ciclo). Assim, ficando eliminadas atas emitidas pelas unidades, definindo meritocracias quanto ao recebimentos dos valores. O que contraria o artigo 4° da Lei Municipal 633/13.
 Criada uma  Comissão para a elaboração das novas planilhas de pagamento
Também foi criada uma  Comissão para acompanhar a elaboração das novas planilhas de pagamento, sendo: dois membros de cada Sindicato, do SINDACESB (Cristiano Correia Alves e Conceição Silva), do SINDSERVIM (Alessandra Mirandola e Rielma), dois membros a serem indicados pelo Conselho Municipal de Saúde e dois membros da Gestão.
Foi decidido que todos que trabalharam nesse período irão receber proporcional aos meses que tenha prestado os serviços. Caso não se encontrem mais no município depositar os valores em conta indicada pelo servidor ou servidora, após contato com os mesmos. Em caso de morte do servidor ou servidora, os valores serão repassados para seus familiares.
Sobre mais esta conquista dos servidores, em especial o ACS e ACE representados pelo SINSACESB, falou o coordenador geral José Félix: “Damos graças a Deus por mais esta conquista” onde devemos atribuir os  méritos a TODOS os servidores dos PSF’S, que acreditaram e confiaram em nossa entidade, na habilidade em negociar, na certeza que procuramos sempre dentro das condições, proporcionar o que for melhor para nossos servidores (ACS e ACE) e demais servidores das referidas Unidades (PSF’S). Pois o direito assiste a todos e TODOS saímos ganhando com esta negociação”.  A LUTA COM CERTEZA É QUEM FAZ VALER A LEI.  Juntos somos mais fortes!

Copa do Mundo 2018 – A febre da troca de figurinhas em Teixeira de Freitas

 

Por Daniel Rocha

Para alguns teixeirenses a Copa do Mundo da Rússia 2018 já começou com o lançamento do álbum de figurinhas da Panini, febre entre algumas crianças, dispostas a fazer de tudo para conseguir os  cromos dos jogadores faltantes, e alguns adultos, colecionadores que, dentre outras coisas,  cobram a tradição da solidariedade na troca para fechar o álbum antes do início oficial do campeonato mundial no dia 14 junho.

2018-03-30-album-panini

A febre das figurinhas da copa vem se espalhando por algumas escolas e locais de trabalho pela cidade e pode ser melhor sentida nas Bancas de Revistas que aproveitando a procura pelo álbum, que custa em média oito reais, e pelo pacotinho de cromos, que custa dois reais, promovem os encontros de trocas que tem atraído um número expressivo de colecionadores.

Na Banca Visão, por exemplo, que fica na praça da Bíblia, a troca é organizada todo domingo pela manhã (a partir das 8hs, até o final da copa do mundo) se tornou um dos locais preferidos dos aficionados de todas as idades.

Para Otávio Mello, 10 anos os encontros são divertidos e possibilita a interação e a amizade entre os colecionadores. “Se você não participa da troca não passa as repetidas e gasta mais dinheiro …. Não tem a mesma graça colecionar sozinho.”

d150cc03-76df-4661-9a21-94f7e55753f5

No entanto durante as trocas é possível perceber um embate de postura entre os colecionadores mais experientes, adultos e idosos, e os mais jovens, crianças adolescentes, garotos e garotas que não hesitam meios para alcançar seus fins de completar o álbum.

Os adultos reclamam que os mais jovens não estão comparecendo a troca com o espírito de solidariedade que deve haver entre os colecionadores. “ Tem meninos que pede pacotinhos em troca de uma figurinha e até mesmo dinheiro quando percebe que se trata de uma mais difícil de ser encontrada, isso desvirtua a ideia de troca.” Desabafa João W. Mendes ,43 anos, que reluta em usar aplicativos  para pedir as poucas figurinhas faltantes pela internet.

90879261-6b02-4449-b5b8-59fea6c684ea

Mesmo assim o clima do lugar é animado e repleto de momentos divertidos proporcionado pela interação dos jovens e adultos em meio aos interesses comuns, evidenciando aspectos atuais do velho e bom embate entre as gerações.

Em assembleia conjunta servidores da saúde aprovou proposta da gestão

Por Daniel Rocha

Na noite do dia 23 de abril, reunidos em assembleia conjunta e extraordinária, convocada por seus sindicatos, os servidores da saúde de Teixeira de Freitas discutiram importantes questões a serem tomadas nos próximos dias pelas entidades representativas, SINDACESB – Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias do Extremo Sul da Bahia, SEEB –  Sindicato dos Enfermeiros do Estado da Bahia e SINTRASPESB – Sindicato dos Trabalhadores em Serviços públicos municipais do Extremo Sul da Bahia, em defesa de direitos e pelo recebimento dos valores correspondentes ao PMAQ – Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica, premiação de incentivo do governo federal.

Participou também da reunião Dr. Flávio Vieira , representante jurídico do SINTRASPESB e o vereador Marcos Bilitardo, que ali foi levar seu apoio à luta a dos servidores públicos. A principal resolução aprovada pela Assembleia foi a de aceitar a contraproposta feita pela administração para o pagamento do PMAQ, apresentada pela GESTÃO no último dia 19 de Abril, em reunião no gabinete do prefeito pelos representantes administração municipal. Timotéo Brito.

Embora não concorde plenamente com a mesma os sindicatos compreendem que apesar de injusta, no momento essa foi  única saída pois, o não aceitar desta proposta,  leva a questão ajuizada por um dos sindicatos a arrastar por 5 anos ou mais em seu  curso natural.

A questão da judicialização do processo pelo SINTRASPESB sem antes aguardar o fim do processo de negociação que vinha sendo desenhado pelo SINDACESB provocou acalorado debate.

Após a discussão de todos os pontos de vista  acredita se, julgando pelas reações, que todos os presentes na reunião compreenderam que é necessário superar a questão e caminhar juntos na mesma direção, pois quem merece a repulsa e ser questionados e a gestão, que até aqui provocou a desconfiança dos trabalhadores com falácias e demora.

A plenária aceitou a proposta de recebimento em parcelas de 13 vezes dos ciclos referentes a 16/17.  O acordo foi ajuizado na manhã da terça-feira, 24 de abril, na Vara da Fazenda Pública em Teixeira de Freitas.

Foto: José Félix fala aos servidores

Cotidiano – Vereador propõe lei do Servidor Público

Por Daniel Rocha

O vereador Jonathan Molar (SOLIDARIEDADE) propôs durante a sessão realizada na sede da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas no dia  21 de março o projeto de lei 08/2018, também conhecido como Lei do Servidor Público, que visa dentre outras coisas tornar prioritário o pagamento das remunerações, salário, 13º e gratificações dos servidores públicos – efetivos e contratados da cidade de.

 

O projeto busca principalmente evitar  atrasos no repasse de pagamentos e premiações e preservar os direitos dos trabalhadores diante de momentos de crise. O projeto é inspirado em uma lei já em vigor no Rio de Janeiro.

Em seu discurso  durante a apresentação do projeto  o vereador Jonathan Molar destacou que historicamente os trabalhadores são os mais prejudicados com a falta de ética na política e má gestão do dinheiro público no país, sendo essencial a aprovação  da lei do servidor para assegurar aos trabalhadores proteção contra qualquer tipo de prejuízo.

 

Representantes do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias do Extremo Sul da Bahia ( SINDACESB)   estiveram presentes na sessão de apresentação do projeto na plenária da câmara para apoiar a iniciativa do vereador Jonathan Molar e solicitar , também, o apoio dos demais  vereadores para o projeto.

Cotidiano: o desejo social pela paz

 

Por Daniel Rocha

No dia 25/03/18 diversas pessoas tomaram a principal avenida da cidade em uma marcha pela paz.  A manifestação foi convocada pela Diocese de Teixeira de Freitas/Caravelas. Evangélicos e entidades da sociedade civil organizada como, associações, ONGs, sindicatos e cidadãos comuns também participaram do evento que  evidenciou, dentre outras coisas, a aspiração dos moradores de viver juntos e em paz.

Os participantes também aproveitaram para reivindicar outras necessidades e urgências como mais atenção a saúde pública. Diante desses fatos convém lembrar que não foi a primeira vez que os teixeirenses se organizaram em movimentos reivindicatórios. No passado a união dos moradores e instituição permitiu a realização de manifestações por causas diversas.

 

Em 1999, por exemplo, diversos setores da sociedade  civil organizada, associações de moradores, movimentos estudantis, CDL, OAB, maçonaria, sindicato dos bancários e comerciários, C.D.D.H, UNEB – Universidade do Estado da Bahia, pastoral da juventude, pastoral da família juntarão forças para  protestar contra a implantação do presídio de segurança máxima na cidade.

Para os organizadores do movimento o presídio, recusado por outras cidades da região, iria contribuir para o aumento da criminalidade, uma vez que infratores de todo extremo sul seriam aqui encarcerados e que, consequentemente, ficariam para morar durante e depois da condicional.

O movimento atraiu um número elevado de pessoas dos quais muitos estudantes. Embora não tenha conseguido atingir o seu objetivo inicial, que era o de impedir a construção do presídio, à passeata chamou a atenção de todos para o tema.

Em 22/04/1991, estima-se, que mais de dez mil pessoas participou de um culto ecumênico proferido por padres católicos e pastores evangélicos realizado na Praça Caravelas em razão do desaparecimento do Jornalista Ivan Rocha que denunciava em seu programa os problemas da política local, foi sequestrado e supostamente assassinado.

O evento evidenciou a insatisfação da população com a violência e e o desejo de todos de viver juntos e em paz com justiça . A notícia da realização dessas manifestações também sugere que as diferenças e crenças não impedem a expressão do sonho coletivo de uma maior fraternidade, tal como foi possível perceber na caminhada realizada no dia 24 de março na principal avenida da cidade.

 

 

Imagem: PASCOM/ Diocese