Teixeira de Freitas 1971: A primeira agência bancária da cidade

No dia 20 de novembro de 1971 foi instalado no povoado de Teixeira de Freitas o Banco do Estado da Bahia (BANEB), a primeira agência do então povoado. A chegada da agência foi alardeada como o início de uma “ nova fase de progresso” para o lugar.

Antes, para realizar algumas atividades bancárias os moradores tinham que se deslocar até alguma cidade próxima, como Nanuque, para acessar serviços bancários e realizar transações financeiras. Com a agência o comércio do povoado que já sonhava com a emancipação cresceu ainda mais servindo como muleta para o desenvolvimento econômico da cidade.

“A agência pioneira terá requisitos de agência de alto estilo e à altura das congêneres das capitais pois somente o fato de possuir ar condicionado para o público demonstra o gabarito de sua classe. Começa, assim, uma nova fase de progresso para Teixeira de Freitas”, observou um jornal da época.

Com a instalação da agência o governador, Antônio Carlos Magalhães (1971 – 1975), cumpriu com uma das providências prometidas aos empresários e agropecuaristas durante o período que o povoado foi transformada na capital simbólica do estado por alguns dias como parte de uma política iniciada pelo Governador Lomanto Júnior ( 1963-1967) para inserir a região na dinâmica econômica do estado e diminuir a influência de Minas Gerais e do Espírito Santo nesta parte do território baiano.

No campo econômico, em tese, a agência dinamizou a circulação de dinheiro e facilitou a vida dos moradores  e dos empresários do povoado e possibilitou ao Estado o recolhimento dos tributos nos prazos legais. 

Para além disso, como ganho político, ACM fortaleceu sua narrativa propagandista de que o progresso do Extremo Sul ocorria em consequência da sua motivação investindo pouco no social. 

Agência BANEB 1999

Convém lembrar que no ano de 1979, por exemplo, com seus 33.031 mil habitantes Teixeira ainda não tinha rede de esgoto e o sistema de abastecimento de água instalado em 1974 já se mostrava deficitário  desde dia da inauguração e não tinha sequer uma biblioteca pública ou um mercado organizado para os feirantes. Realidade que perdurou até o final da década de 1980.

Sob essa perspectiva, é possível observar que o anunciado progresso não ocorreu por completo, pois no primeiro momento não trouxe investimentos para cidade que ainda no presente sofre com sérios problemas estruturais, sociais e urbano.

Fontes:

Governo vai inaugurar Agência Bancária. F N.  Novembro de 1971.

As origens.Banco do Nordeste. 1985. Pg 28.

HOOIJ, Frei Elias. Os desbravadores do Extremo sul da Bahia, Belo Horizonte.2012. Pg 65

Daniel Rocha da Silva*

Historiador graduado  e Pós-graduando em História, Cultura e Sociedade pela UNEB-X.

Contato WhatsApp: ( 73) 99811-8769 e-mail: samuithi@hotmail.com

O Conteúdo  deste Site não pode ser copiado, reproduzido, publicado no todo ou em partes por outros sites, jornais e revistas sem a  expressa autorização do autor. Facebook.

Foto Principal: AV. Marachal Castelo Branco. Ivonildes Hoffman. Ano Desconhecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *