Filmes que marcaram época em Teixeira de Freitas: O Exorcista

Por Daniel Rocha

Dirigido pelo diretor William Friedkin o filme “O Exorcista” é uma reconhecida produção de terror  de 1973 que causa estranheza em quem assiste, tanto que por onde passou provocou reações estranhas e curiosas. Em Teixeira de Freitas, cidade do extremo sul da Bahia, não foi diferente.

De acordo com o antigo gerente do Cine Brasil, que funcionou até início dos anos de 1990, Jovelino da Costa Rodrigues, mais conhecido como “Figão”, O Exorcista provocou reações e medo na platéia teixeirense que tal como vinha ocorrendo em outras cidades do Brasil não escondeu o medo e graça que sentida.

“O público reagia com comentários, gritos e assovios perturbadores…. Principalmente nas cenas clássicas da adolescente possuída e do vômito,” lembrou Jovelino.

A história do filme começa quando o diabo toma conta do corpo de uma adolescente (Linda) e diante disso sua mãe (Ellen) convoca a ajuda de um padre jesuíta (Von Sydow) para tentar exorcizá-la e salvar sua vida diante do  demônio e dos fenômenos apavorantes.

Ainda de acordo com Jovelino o filme  foi exibido com sucesso por diversas vezes na cidade durante os anos de 1970 e 1980, sempre prestigiados por um grande público formado por adolescentes e adultos.

No passado alguns filmes eram reprisados de acordo o pedido do público que naturalmente escolhia o que melhor agitava seus mitos, visão de mundo, sonhos, desejos e crenças e isso ocorria na cidade onde a fita sempre encontrava audiência.

Por esse motivo o filme americano pode ser considerado um dos que marcaram época na cidade, tanto que em 2001, quando relançado sem cortes, foi exibido com grande sucesso no Cine Teixeira  atraindo a atenção de uma nova geração.

Na ocasião do relançamento internacional  da fita em 2001, a crítica da Revista Veja, Isabela Boscov,  relembrou que quando foi lançado nos Estados Unidos na última semana de 1973, o filme foi recebido desde o primeiro dia com filas que se estendiam por quarteirões e numerosos relatos de crises nervosas durante a projeção.

E que em várias cidades americanas padres e psiquiatras registraram movimentos acima do normal em suas igrejas e consultórios quando o filme  estava em cartaz.

Afirmou também que  no Brasil o mesmo fenômeno se repetiu, embora a maior parte do público reagisse às cenas mais tensas com “risadas e apupos”, como relatou o  Figão ao falar das primeiras exibições na cidade  do filme que marcou uma época.

Fontes :

ROCHA.Daniel; OLIVEIRA.Danilo. Cinema – Contribuição no processo de Formação da Sociedade de Teixeira de Freitas nos anos de 1960, 1970 e 1980.

* Esse texto   teve como fonte a entrevista cedida por Jovelino da Costa Rodrigues em 2009, para o trabalho de pesquisa, monografia, de Daniel Rocha e Danilo Santos de Oliveira.

Revista Veja: 2001, edição, 1689

Veja também:

Filmes que marcaram época em Teixeira de Freitas : Batman – O Retorno

Daniel Rocha da Silva*

Historiador graduado  e Pós-graduando em História, Cultura e Sociedade pela UNEB-X.

Contato WhatsApp: ( 73) 99811-8769 e-mail: samuithi@hotmail.com

O Conteúdo  deste Site não pode ser copiado, reproduzido, publicado no todo ou em partes por outros sites, jornais e revistas sem a  expressa autorização do autor. Facebook.

Foto : imagem meramente ilustrativa

 Ativar as notificações de novas postagens. (Click Aqui)

One thought on “Filmes que marcaram época em Teixeira de Freitas: O Exorcista”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *