Teixeira de Freitas e o calor de 1987

Por Daniel Rocha

Não é do seu conhecimento, mas em 1987 a falta de chuva e uma onda de calor com altas temperaturas, varreu a região do extremo sul  da Bahia e colapsou a agropecuária  regional e o sistema de abastecimento e distribuição de água da cidade de Teixeira de Freitas.  Ocasionado pelo  fenômeno atmosférico oceânico El Niño a estiagem atingiu a população trabalhadora mais pobre e os posicionamentos políticos da época.

Em conformidade com a  perspectiva publicada na reportagem do  jornal A tarde de  09/11/1987,  a grande onda de calor e estiagem que atingiu a região  prejudicou as lavouras e os pastos, causou grandes preocupações  aos agricultores e pecuaristas.

Isso porque, de acordo com as estimativas do prefeito da cidade de Medeiros Neto e também secretário da Associação dos prefeitos do Extremo Sul da Bahia, Adelgundes Serapião, a produção do leite e da carne   foi reduzida a 60% e dos produtos agrícola como mamão, melancia, abóbora, cacau e café a 80 %, em relação ao ano anterior.

“Os produtores estão tendo dificuldades com os bancos, que vêm praticando uma política de juros insuportáveis e injustos (…). Como solução, as autoridades competentes deveriam prorrogar os débitos e suspender os juros e correção monetária e dar uma injeção de novos recursos para o extremo sul. Isso seria uma decisão justa e honesta dos que prometeram mudar a Bahia.”

Frisou o secretário carlista em defesa dos interesses dos agropecuaristas se referindo no fim da fala ao governador Waldir Pires (PMDB) eleito na primeira eleições diretas após o regime militar em 1986, que rompeu com a hegemonia política de Antônio Carlos Magalhães, super ministro das comunicações do governo Sarney, que boicotou o eleito de todas as formas no âmbito federal.

Ainda de acordo com a narrativa do jornal que também fez oposição ao governo eleito nas eleições para governador de 1986, a forte onda de calor e estiagem não atingiu apenas os produtores e os moradores da zona rural, mas também a população urbana e a massa trabalhadora.

Aliás,  queda na produção  fez subir o índice de desemprego na região do extremo sul, 70%, e o número de pessoas fora da força de trabalho em todos os níveis.  Além disso, os moradores de cidades como Medeiros Neto e Teixeira de Freitas também tiveram que suportar o desabastecimento em série de água devido ao péssimo serviço prestado pela Empresa Baiana de Água e Saneamento S.A. (EMBASA).

Desabastecimento causado em parte pelo defasado sistema de abastecimento instalado em 1974 que  atendia apenas 01 a cada 05 pessoas residente na zona urbana, ou seja, 25 mil dos 125 mil habitantes da cidade que mesmo diante da situação recebiam da empresa contas com valores exorbitantes.

Isso fez com que os moradores mais pobres e sem acesso a serviço de abastecimento recorrerem  a córregos, rios, lagos e poços para executar trabalhos domésticos ficando dessa forma vulneráveis a contaminações e acidentes como o  desabamento que vitimou uma mulher e os filhos na Biquinha do bairro Teixeirinha nesse período.

Dito isso, é possível supor com base na construção narrativa do jornal que a população trabalhadora comum foi a mais prejudicada com a concentração de calor, a falta de empregos na região e com a incapacidade da estatal de abastecer a população da época. Que os oposicionistas aproveitaram a circunstâncias para atacar o governo recém-empossado, dramatizando ainda mais as situações dantes ignoradas.

Fontes e créditos

Notícia e reportagem sobre a estiagem:

LIMA, Evandro. Estiagem preocupa agricultores. Jornal A tarde. 28/10/1987.

LIMA, Evandro. Estiagem no extremo sul caracteriza uma seca sem precedentes. Jornal A tarde. 06/11/1987.

 Informações sobre o fenômeno El Niño:

CAVALCANTI, Iracema Fonseca de Albuquerque; FERREIRA, Nelson Jesus; DIAS, Maria Assunção Faus da Silva; SILVA, Maria Gertrudes Alvarez Justi da. Tempo e clima no Brasil. [S.l: s.n.], 2009.

AZEREDO, Thiago. El El niño e la niña. Disponível em http://educacao.globo.com/artigo/el-nino-e-la-nina.html. Acessado em janeiro de 2018.

Informações sobre a eleição de Waldir Pires em 1986

SOUZA. Belarmino de Jesus. A conquista da Bahia – O sudoeste baiano na eleição de Waldir Pires (1986) e as disputas pela municipalidade em vitória da conquista. Disponivel em: http://www.snh2013.anpuh.org/resources/anais/27/1364678744_ARQUIVO_Textocompleto-BelarminoSouza.pdf

Wikipédia, a enciclopédia livre. Waldir Pires. Disponível   em https://pt.wikipedia.org/wiki/Waldir_Pires

Sobre o posicionamento político do jornal A tarde  durante a campanha:

A tarde. Consuelo Novais Sampaio colaboração especial. Disponível   em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/tarde-a

Sobre a insuficiência do sistema de abastecimento na década de 1970 e a busca por outras fontes pelos moradores.

O saneamento básico na história de Teixeira de Freitas. Parte 01

O saneamento básico na história de Teixeira de Freitas. Parte 02

Consulta e Colaboração:

Marielson Ribas.  Matemático. Lattes.

Foto: Mulher carregando lata de água na cabeça. Bairro Teixeirinha década de 1980.

Daniel Rocha da Silva*

Historiador graduado  e Pós-graduando em História, Cultura e Sociedade pela UNEB-X. Latees.

Contato WhatsApp: ( 73) 99811-8769 e-mail: samuithi@hotmail.com

O Conteúdo  deste Site não pode ser copiado, reproduzido, publicado no todo ou em partes por outros sites, jornais e revistas sem a  expressa autorização do autor.

Se você chegou até aqui parabéns! Tens o hábito da leitura.

3 thoughts on “Teixeira de Freitas e o calor de 1987”

  1. Parabéns, Daniel! Um texto que informa, mas, ao mesmo tempo, nos faz voltar no tempo…relembrando uma Teixeira de Freitas de uns trinta e dois anos atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *