Por Daniel rocha

Na segunda-feira, treze de junho,  fui convidado por um amigo para comparecer a uma comemoração de aniversário ,atrasado, de uma colega de profissão. Ela na verdade havia aniversariado no dia dezenove de maio daquele ano de 2016 e por conta da agitação ,causada pela passagem da tocha olímpica dos jogos Rio 2016 pela cidade, a data não foi  festejada pelos amigos de sempre.

Correria vai, correria vem, acharam de fazer a justa celebração neste dia junho, o local escolhido foi o de sempre, a churrascaria Água na boca  que fica localizado na zona norte da cidade, no bairro Santa Rita.

No local tudo ia muito bem obrigado, até  uma bomba junina, seguido de outras tantas, estourar com volume na rua causando espanto na turma da aniversariante e clientes presentes no local sempre muito cheio.

Diante da exploração, alguém comentou que era dia de Santo Antônio, “por isso o  clima Bagdá”,  ante a informação fiquei surpreso pois não sabia que  o dia do Santo era comemorado  em outros bairros da cidade além do bairro Bela Vista, onde fica a  paróquia do franciscano.

Apesar de não ser um católico contumaz, sei que é comum na cidade a celebração do São João e do São Pedro, muito populares, o que não havia notado antes é que o franciscano Santo Antônio também tem seu lugar e importância para além da sua paróquia na cidade.

No final da celebração do aniversário, de  volta para casa ,ao passar por uma das ruas do bairro Recanto do Lago, uma fogueira animada por festa e pessoas reforçou de vez o que eu não sabia: o santo casamenteiro também tem vez nos festejos juninos local para além da sua paróquia no bairro Bela Vista.

Compartilhar: