A estrela d’alva e o sol

O sol não quis ficar

com a estrela d’alva,

que abriu a manhã.

Mas a chuva que persistia,

ofuscou o sol.

A lua a tudo assistia

e sorria, esperando

a noite chegar.

Em Amaralina,

Maria ria, iluminando

o meu dia!

Erivan Augusto Santana

Veja também: 

Juízo final

A carta

Fim de tarde

O ensaio de Maitê

One thought on “A estrela d’alva e o sol”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *